Teatro
A maior tradição cultural do Casal Vasco, é sem dúvida, o teatro. Há a salientar nomes muito importantes que influenciaram e motivaram as outras pessoas para o mesmo:

Sr. Dr. Carlos Figueiredo Nunes

O teatro no Casal Vasco deve muito a este homem, foi ele que escreveu as nossas canções e que ainda hoje cantamos com orgulho o Hino do Casal Vasco, entre outras. Ainda se lembra muita gente das suas crónicas do “Zé Riquito” no jornal “O Amigo do Casal Vasco”.

Sr. António Homem de Melo
Outro grande homem do teatro no Casal Vasco foi o “sr. Antoninho” como toda a gente o conhecia. Poeta popular, escreveu os seus poemas e monólogos - o que me vale é o pinguito; perdi o meu palito - entre muitos outros). Além de escrever tinha orgulho em subir ao palco, ainda muitas pessoas se lembram de o ver entrar em cena com um sacho ás costas.
Este são os dois nomes mais sonantes do teatro, mas há muitos outros que sempre trabalharam para que o nome “Casal Vasco” fosse conhecido pela sua principal tradição. Há ainda a salientar o nome de dois Párocos que por aqui passaram: P.e António João da Silva Neves e o P.e António da Rocha Freirinha, que disponibilizaram muito do seu tempo ao teatro a ao nosso extinto jornal.
© Copyright Freguesia Casal Vasco 2008-2017